Tia Ju visita Abrigo de Idosos para apurar denúncias de irregularidades

A presidente da Comissão de Assuntos da Criança, Adolescente e Idoso da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), deputada Tia Ju (PRB), visitou na manhã desta quarta-feira, (21/03) o Abrigo Cristo Redentor, em Bonsucesso, na Zona Norte da capital, para apurar denúncias de irregularidades.

Segundo a deputada as denúncias recebidas mereciam de olhar mais próximo da Comissão.

“Recebemos denúncias de falta de pessoal para o cuidado e amparo aos idosos e também de outras dificuldades que a instituição vem passando por conta da falta de recursos. Porém, encontramos uma instituição bem organizada, atendendo 240 idosos, mas constatamos que é necessário avançar em algumas questões. Vou cobrar da subsecretaria de Assistência Social o quadro correto de servidores e qual o montante de recursos que estão sendo repassados à instituição. Precisamos, sempre, ter atenção ao cuidado que está sendo dado aos nossos idosos”, disse.

Tia Ju frisou que fez questão da vistoria ser de surpresa para que não houvesse a possibilidade de mascarar qualquer irregularidade em relação aos maus-tratos ou à falta de alimentação, conforme relatado nas denúncias que chegaram à comissão.

O Cristo Redentor é o único abrigo público para idosos no estado. O local, que conta com a mesma estrutura há 83 anos, cuida atualmente de 240 idosos. Dentre eles, 40 possuem o grau máximo de dependência dos curadores. A construção, originalmente destinada a abrigar moradores em situação de rua, não possui as adaptações necessárias para os atuais residentes.

Ela disse ainda que “o aspecto estrutural precisa ser melhorado”: “A unidade é muito antiga, por isso várias obras são necessárias. Algumas, em caráter de emergência. Entretanto, isso não tem interferido no bom tratamento recebido pelos idosos”, defendeu.

O próximo passo da Comissão, segundo a deputada, será acompanhar a fiscalização que será realizada pelo Ministério Público (MP) no início do mês de abril.

As ações promovidas pelo MP incluem, por exemplo, o monitoramento do quadro de funcionários para garantir que a proporção de cuidadores está sendo respeitada. Atualmente, o local segue a determinação que impõe a contratação de um funcionário para cada cinco acamados e um a cada 10 idosos lúcidos, segundo a diretora Tania Lima.

Ela afirmou que a fiscalização é essencial para garantir o funcionamento do local.

“Todos os meses prestamos contas ao MP. Por isso, a comissão é sempre bem-vinda para apurar as denúncias”, afirmou a responsável.

Tia Ju quer saber também dados sobre o orçamento total do abrigo, uma informação a diretoria do local não soube precisar por, segundo ela, não ter acesso aos números.

O funcionamento da instituição acontece a partir do repasse da verba federal para o Governo do Estado, que é responsável pelo pagamento das empresas terceirizadas. Todos os serviços, como limpeza, alimentação e lavanderia, são pagos dessa forma.

 

Ascom deputada estadual Tia Ju.

Compartilhe
  • Tweet This!
  • Share on Facebook
  • Digg it!
  • Add to Delicious!
  • Stumble it
  • Subscribe by RSS
Posts Relacionados
Gostou deste artigo? Torne-se Fã do Portal no Facebook!

Nenhum comentário Quero comentar!

No comments yet.

Leave a comment


www.prb10rj.com.br Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados. Desenvolvido pela ASCOM - RJ.