GM-Rio capacita agentes para ingresso no Grupamento de Operações Especiais
PRB nos Municípios, Prefeituras | | agosto 3, 2017 em 2:21 PM
A- A+

A Guarda Municipal do Rio de Janeiro (GM-Rio) realiza o primeiro Curso de Ações e Táticas Especiais (CATE) para ingresso de novos integrantes em seu Grupamento de Operações Especiais (GOE). Substituto do Nivelamento Operacional, o curso conta com carga horária maior, passando de três para cinco semanas de duração, e instruções externas em parceria com outras instituições envolvidas na segurança pública para complementar a formação dos guardas. A turma foi iniciada em 23 de julho com 22 alunos, sendo um da Guarda Municipal de Marataízes, no Espírito Santo.

O objetivo do CATE é habilitar operacionalmente os novos integrantes para atuar nas missões e atividades desempenhadas pelo GOE, força de pronta-resposta da GM-Rio para apoio às demais unidades operacionais da instituição e também a outros órgãos municipais, como a Defesa Civil, em casos de emergência e calamidade pública.

– Já realizamos 13 edições do nivelamento operacional. Como sempre buscamos aperfeiçoar as instruções a cada ano, percebemos a necessidade de transformar a capacitação em curso, não somente para equiparar os novos guardas, mas também para trabalhar ainda mais a especialização deles – destacou o subinspetor Alex Abrantes, comandante do grupamento e um dos instrutores do curso.

Realizado em regime de internato, o curso tem caráter eliminatório, por reprovação ou desistência dos alunos, e previsão de término para a última semana de agosto. Ao longo de cinco semanas, os alunos passam por treinamentos e instruções práticas e teóricas que buscam aperfeiçoar as técnicas operacionais, mas também visam trabalhar a capacidade física e aspectos psicológicos e comportamentais, como persistência, liderança e espírito de cooperação em situações extremas.

As aulas acontecem até de madrugada, na sede da GM-Rio, em São Cristóvão, e em locais abertos, como os parques Natural Municipal do Mendanha, Estadual da Pedra Branca e Nacional da Tijuca, Aterro do Flamengo e na Quinta da Boa Vista, além da Marinha e da Polícia Militar.

Neste ano, também estão previstas duas visitas técnicas ao Departamento Geral de Ações Sócio Educativas (Degase) e ao Grupamento de Intervenções Táticas da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (GIT/SEAP).

Entre as disciplinas estão operações aquáticas, que incluem capacitação em mergulho autônomo e também flutuação com equipamentos; opera- ções especiais urbanas, que englobam técnicas de controle de distúrbios; técnicas de combate corporal misto, resgate e socorro; segurança e proteção de autoridades; operações em altura; entre outros. O ritmo intenso dos treinamentos também visa incutir nos novos guardas a filosofia e o lema do grupamento: “Que nunca por vencidos nos conheçam!”.

Certificação para utilização de equipamentos não-letais

Os guardas que concluírem o CATE também estarão aptos a utilizar os instrumentos de menor potencial ofensivo (IMPOS), conhecidos popularmente como equipamentos não- etais. Com 16h de aulas, a disciplina ministrada por guardas municipais habilitados tem caráter de certificação para todos os tipos de IMPO. Atualmente, a GM-Rio faz uso de lançadores que efetuam disparo de munições de impacto controlado (borracha) e de emissão de gás CS (gás lacrimogêneo) e granadas de efeito moral e emissão de gás lacrimogêneo.

A instituição conta 3.474 guardas capacitados a usar os equipamentos e também possui em seus quadros operacionais 186 agentes capacitados a ministrar instruções, que trazem benefícios à rotina operacional.

Fonte: Prefeitura do Rio de Janeiro

 

Compartilhe
  • Tweet This!
  • Share on Facebook
  • Digg it!
  • Add to Delicious!
  • Stumble it
  • Subscribe by RSS
Posts Relacionados
Gostou deste artigo? Torne-se Fã do Portal no Facebook!

Nenhum comentário Quero comentar!

No comments yet.

Leave a comment


www.prb10rj.com.br Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados. Desenvolvido pela ASCOM - RJ.