Eduardo Lopes busca recursos para novo medicamento contra dengue
Destaques, Eduardo Lopes, Parlamentares em Ação | junho 9, 2018 em 7:16 AM
A- A+

O senador Eduardo relatou nesta terça-feira (05), na tribuna do Senado Federal, que esteve com o ministro da Saúde, Gilberto Occhi, e dois pesquisadores farmacologistas para buscar recursos ao projeto de um novo medicamento para o tratamento de paciente infectados pela dengue, zika e chikungunya.

Apesar de destacar o papel das ações de prevenção, o senador lembrou que essas doenças atingem cada vez mais pessoas no Brasil e que o medicamento pode ajudar a diminuir a taxa de mortalidade. “Infelizmente, a dengue é um problema de saúde pública que ganha dimensões cada vez maiores e a cada ano atinge a população de forma geral”, lamentou o senador.

Segundo Lopes, no Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde, em 2018, o Brasil registrou 19 mortes por zika, dengue ou chikungunya. Esses dados se referem ao período de 31 de dezembro de 2017 a 17 de fevereiro de 2018. “As 19 mortes foram confirmadas laboratorialmente, outras 68 dependiam de investigação quando foi divulgada a matéria. Então, esse número realmente pode crescer muito”, disse.

No total, o Brasil teve 19.434 casos confirmados de dengue; 10.030 de chikungunya e 372 de zika, em 2018, sendo que o Centro-Oeste tem maior número de casos.

Para o senador, as estratégias usadas até hoje não redundaram em grandes resultados. “É preciso investir em saneamento básico. Cerca de 50% da população brasileira hoje não conta com coleta de esgoto. A irregularidade no abastecimento de água é outro grande fator que precisa ser urgentemente resolvido. É necessário que sejam fiscalizados, educados e punidos com regularidade aqueles que permitem o surgimento de criadouros de mosquito em seus imóveis. Enfim, são inúmeros os problemas que ainda dependem de soluções para que acabem essas epidemias”, destacou Eduardo Lopes.

O senador relatou ainda que o ministro da Saúde, encaminhou o assunto para que seja tratado e avaliado a questão de avançar com o projeto.

Os pesquisadores, explicou Lopes, atuam na área de pesquisa farmacêutica, em parceria com o Laboratório Químico-Farmacêutico da Aeronáutica. Eles desenvolveram um medicamento para combater infecções por arbovírus, como é o caso das três doenças, transmitidas por mosquitos. A intenção é fazer com que o remédio chegue à população.

Compartilhe
  • Tweet This!
  • Share on Facebook
  • Digg it!
  • Add to Delicious!
  • Stumble it
  • Subscribe by RSS
Posts Relacionados
Gostou deste artigo? Torne-se Fã do Portal no Facebook!

Nenhum comentário Quero comentar!

No comments yet.

Leave a comment


www.prb10rj.com.br Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados. Desenvolvido pela ASCOM - RJ.