Crivella participa de cerimônia de lançamento de programa social para o Rio

Município será contemplado com R$ 157 milhões. O objetivo é estimular a participação de crianças e jovens em atividades esportivas, culturais e de tecnologia

Rio de Janeiro (RJ) – O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), participou nesta segunda-feira (13) da cerimônia de assinatura do decreto que garante o repasse de R$ 157 milhões para o estado do Rio. Os recursos do governo federal serão destinados ao Programa Emergencial de Ações Sociais, cujo objetivo é estimular a participação de crianças e jovens em atividades esportivas, culturais e de tecnologia como forma de prevenir a violência na capital carioca.

Crivella saudou o programa, que vai beneficiar 50 mil crianças e adolescentes, de 6 a 17 anos, das principais comunidades do Rio.

“Hoje, estamos assinando um convênio para cuidar da maior riqueza do Rio, que são essas crianças. O Rio não pode ser generalizado. O Rio não é de traficantes, do crime organizado, dos corruptos! É sim um lugar extraordinário. Nós vamos sair dessa crise e mostrar que somos mais fortes do que ela”, disse o prefeito, na cerimônia realizada no Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (Cefan), na Penha, Zona Norte da cidade.

O presidente da República, Michel Temer, assinou o decreto ao lado do governador Luiz Fernando Pezão e Crivella. Em seu discurso, Temer ressaltou o bom relacionamento entre os três níveis de governo.

“Sempre procuro encontrar uma palavra-chave para as cerimônias das quais eu participo. Aqui a palavra-chave é integração. É uma cooperação extraordinária entre diversos setores, incluindo a bancada de deputados do Rio e os ministérios. Precisamos incentivar essa cooperação de todos”, disse.

O programa inclui um pacote de ações nas áreas de justiça, educação, esporte e direitos humanos. Os beneficiários devem estar inseridos no Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal, preferencialmente atendidos pelo Bolsa Família. Serão atendidos jovens das áreas do Complexo do Lins de Vasconcelos, Complexo do Alemão, Complexo da Penha, Complexo da Maré, Chapadão/Pedreira, Cidade de Deus e Vila Kennedy, Rocinha, Baixada Fluminense e Complexo do Salgueiro (São Gonçalo).

Segundo o ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, a proposta é focalizar em áreas críticas para reduzir o nível de violência e resgatar a cidadania das comunidades.

“Vamos dar oportunidade aos jovens que estão nessas áreas de risco para mostrar que um outro mundo é possível, fora da violência do crime organizado. Vamos apoiá-los para que possam desenvolver suas potencialidades e construir uma perspectiva de vida melhor”, comentou.

Texto e foto: Ascom – Prefeitura do Rio de Janeiro

Compartilhe
  • Tweet This!
  • Share on Facebook
  • Digg it!
  • Add to Delicious!
  • Stumble it
  • Subscribe by RSS
Posts Relacionados
Gostou deste artigo? Torne-se Fã do Portal no Facebook!

Nenhum comentário Quero comentar!

No comments yet.

Leave a comment


www.prb10rj.com.br Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados. Desenvolvido pela ASCOM - RJ.